Articles by "cipó cravo"
Mostrando postagens com marcador cipó cravo. Mostrar todas as postagens
Um blog para quem gosta de verde, plantas e jardins
Cipó cravo uso e benefíciosChá de cipó cravo – Benefícios e propriedades

De nome científico Tynnanthus fasciculatus, o cipó cravo é originário do Brasil, mais especificamente da Mata Atlântica, mas que também habita as matas dos estados do Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. 
A planta pertence à família das Bignoniaceae e é popularmente conhecida como cipó trindade. O nome de cravo foi dado devido ao aroma que é muito semelhante ao do cravo-da-judeia, presente nesta planta que é uma trepadeira volúvel, sem gavinhas e espontânea. Seu caule é cilíndrico e possui uma coloração castanho-avermelhada. Muito sulcado e aromático, o caule apresenta folhas opostas e a planta prefere solos secos, arejados, sombreados e que sejam ricos em matéria orgânica para crescer. Se você pretende realizar o plantio, plante de 2 m em 2 m, ou então plante-o como trepadeira em árvores. As raízes podem ser colhidas no outono e a parte usada para fins medicinais é o seu caule.

Chá de cipó cravo - Benefícios e propriedades
Benefícios e propriedades

A planta pode ser usada para fins medicinais, pois possui propriedades analgésica, antirreumática, digestiva, estimulante, fortificante e afrodisíaca. É indicada para o tratamento de impotência causada por fraqueza genital, gases, problemas estomacais e diarreia. Entre os princípios ativos da planta, encontramos alcaloides, óleos essenciais, tinantina, eugenol, taninos e ácido tânico.

Contraindicações e efeitos colaterais

Atenção, consuma sempre nas doses indicadas e sempre consulte um médico antes de consumir quaisquer medicamentos, mesmo que naturais. Gestantes e pacientes que tomam medicamentos contínuos, assim como crianças, não devem fazer o consumo do chá de cipó cravo.

Como consumir?

O consumo é feito por meio de tintura para fins afrodisíacos. Para isso, tome entre 1 e 5 ml 3 vezes ao dia. A infusão feita com as folhas pode ser usada como estimulante do apetite ou digestiva e deve ser tomada na dose de um copo. O chá pode ser consumido também para acalmar problemas estomacais e tratar gastrites.

Para preparar o chá

O preparo do chá deve ser feito com duas colheres de sopa da erva cipó cravo para cada litro de água. Em um recipiente, coloque a água e leve ao fogo. Adicione a erva e deixe alcançar fervura. Quando isso acontecer, cronometre dez minutos e então desligue. Tampe a mistura e deixe descansar até amornar para, em seguida, coar e consumir. A dose indicada do chá feito com estas proporções da erva e de água é de duas a três xícaras ao dia.
Um blog para quem gosta de verde, plantas e jardins

Cipó cravoTynanthus elegans

Descrição : Planta da família das Bignoniaceae, também conhecida como cipó-trindade. Arbusto que habita principalmente as matas dos estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro e Minas Gerias. 
É conhecido por esse nome por causa do aroma que lembra o do Cravo-da-Judéia. Planta volúvel, trepadeira sem gavinhas e espontânea, caule cilíndrico, cor castanho avermelhada, muito sulcado e aromático, folhas trilobadas, lanceolares, opostas; Bela inflorescência terminal branca ou amarelo ferrugem; Toda a planta cheira a cravo-da-india, que Ihe confere o nome.
Partes utilizadas : Caule.
Habitat: Mata Atlanta.
Historia: Muito usado pelos caboclos e em perfumaria.
Plantio : Multiplicação: reproduz-se por sementes e estacas da raiz;
Cultivo: Planta brasileira que ocorre de São Paulo à Amazônia. Prefere solos secos, arejados, sombreados e ricos em matéria orgânica. Pode ser tutorado ou não. Deve ser plantado de 2 em 2 metros podendo usá-lo como trepadeira em árvores;
Colheita: Colhem-se as raízes no outono, principalmente.
Princípios Ativos: alcaloides, eugenol, óleo essencial, taninos , tinantina, ácido tânico.
Propriedades medicinais: Afrodisíaco, analgésica, antirreumática, digestivo, estimulante, fortificante.
Indicações: diarreia, estômago, gases, impotência devido à fraqueza genital.
Superdosagem: Não há relatos, caso ocorra deverá ser feito o esvaziamento gástrico, lavagem com soro fisiológico e colocação de sonda nasogástrica. Crises convulsivas deverão ser controladas com medicação endovenosa.
Modo de usar:
- Tintura 4:1: tomar 1 a 5 ml como afrodisíaco 3 vezes ao dia;
- Infusão da vinha ou folhas: tomar um copo como digestivo e estimulante do apetite.
Posologia: Adultos:10 à 20ml de tintura divididos em 2 ou 3 doses diárias, diluído sem água; 2g de erva seca (1 colher de sopa para cada xícara de água) de caules em decocção até 3 vezes ao dia.
Farmacologia: Os efeitos estimulantes do cipó-cravo foram comprovados em laboratório, em cobaias. Os Princípios amargos aumentam as secreções digestivas, também se verificou efeito anti-helmíntico.