Mostrando postagens com marcador Jardins. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Jardins. Mostrar todas as postagens

15 de jul de 2018

Aprenda a manter o jardim no outono e inverno

Aprenda a manter o jardim no outono e inverno


Um dos principais cuidados que se deve ter é com a rega, já que o frio reduz a necessidade de água. As plantas devem ser hidratadas sempre pela manhã, isso em qualquer estação, mas, principalmente, nos meses mais frios. 

Aprenda a manter o jardim no outono e inverno
Boca-de-leão 
De acordo com Denise Kampmann, técnica em floricultura e jardinagem em Joinville, muitas espécies não florescem nesta época, porém, suas folhagens se mantêm verdes e bonitas se forem bem cuidadas. 

Mas engana-se quem acha que flores não suportam as temperaturas mais baixas. Há espécies resistentes, que florescem justamente nesta época e garantem um jardim colorido no outono e no inverno, como a boca-de-leão, o amor-perfeito, o beijo rajado e as azaleias. 


— A planta não vai absorver a água durante a noite e qualquer umidade em excesso que fique nas raízes pode causar pragas e doenças —, explica Denise. 
Outra dica importante é não podar plantas que vão florir no inverno ou início da primavera, pois sua floração pode ser prejudicada. 

Aprenda a manter o jardim no outono e inverno
Cravina
Quem quer ter um jardim bonito o ano inteiro deve mesclar flores. 
— O ideal é misturar plantas perenes – que podem viver mais de dois ciclos sazonais sem que as suas folhas caiam – e plantas da estação. Assim, o jardim fica sempre verde e com flores —, sugere. 

O que plantar: 

-Boca-de-leão 
-Cravina 
-Sálvia 
-Amor-perfeito 
-Begônia 
-Beijo-rajado 
-Beijo-americano 
-Beijo-americano-dobrado 
-Jacatirão-anão 
-Lavandas 
-Azaleia 
-Ipomeia (trepadeira) 
-Senna macranthera (aleluia) 
-Bauhinia (pata de vaca) 
-Frutíferas em geral 
-Roseiras 

19 de jun de 2018

Jardim estilo mediterrâneo

Jardim estilo mediterrâneo

Jardim estilo mediterrâneo

A cultura mediterrânea se espalhou pelo mundo contemporâneo através de livros e filmes. Desde as paisagens da Sicília em O poderoso chefão, passando pela mitologia grega e seus oceanos e olivais, até o incessante comércio que ocorre desde tempos imemoriáveis até o dia de hoje. Quem nunca se encantou com as paisagens da Toscana, a costa croata e essa atmosfera de pedra, sol, praia?

Para criar um pouco dessa ambientação em seu jardim é necessário pensar em diversos elementos, dos mais estruturais até os mais singelos. Uma parede de pedra certamente fará qualquer um entrar nessa atmosfera, mas mesmo um balde de metal com um lindo girassol pode ajudar. Algumas características dessa área marcam a arquitetura e decoração, como a grande quantidade de luz, e a escolha de materiais mais puros, e o pouco acabamento. Dessa forma, as cores que mais nos remetem ao universo mediterrâneo são o branco da cal, o marrom terracota e o azul. Assim como a madeira, a pedra e o metal com pouco acabamento.

Parte do mediterrâneo foi dominado por séculos a fio pelos mouros, dessa forma há uma herança cultural presente proveniente da cultura árabe. A disseminação de azulejos por exemplo, a presença de janelas pequenas, e dos muxarabis, que mais tarde foram reinterpretados no cobogó. 

O mar mediterrâneo une, a uma só vez, a parte sul da Europa, a África e a Ásia. É um dos mares mais importantes e mais navegados, aportando todo o imaginário da atraente mescla dessas três culturas. A proximidade tanto cultural quanto física, da Grécia e da Turquia por exemplo, nos remete a essa ideia. Dessa forma, uma maneira interessante para criar um jardim mediterrâneo é misturar com elegância elementos europeus, africanos e asiáticos. 

A pedra bruta do litoral, a parede branca com detalhes azuis da Grécia, os girassóis da Toscana, os balcões e arcos asiáticos, os azulejos da cultura árabe, aqui você pode encontrar diversas sugestões para te auxiliar na criação do seu jardim mediterrâneo!

Jardim estilo mediterrâneoO pilar, ou a coluna, são elementos arquitetônicos que existem para suportar uma carga vertical, passando-as para o solo. A arquitetura que mais aportou conhecimento e variedade ao uso de colunas e pilares foi a clássica, grega e romana, que deu as bases para a cultura mediterrânea. 

Desse modo, o uso de colunas e pilares estão na base desse tipo de arquitetura e construção. Na arquitetura clássica discriminaram diversas ordens, com suas colunas, como as dóricas, jônicas, etc… Com o tempo esse elemento construtivo foi se modificando, e tornando-se, via de regra, mais simples. As colunas que nos remetem ao jardim mediterrâneo contemporâneo, por exemplo, não tem sulcos ou desenhos, e são feitas de material mais bruto, como a madeira ou a pedra.
Jardim estilo mediterrâneoO termo mediterrâneo vem do latim mediterraneus, que significa entre as terras. Durante toda a história do homem, desde a antiguidade até a idade moderna, a localização especial desse mar tornou-o extremamente importante. A influência asiática na sociedade ocidental veio por muito tempo apenas por essa rota. Ao longo da história muitos povos asiáticos importantes trouxeram sua cultural através do mediterrâneo, como os: egípcios, cartaginenses, macedônios. Essa importante influência pode ser utilizada na decoração de diversos modos: com o uso de objetos de decoração típicos, como o olho egípcio; o uso de paredes brancas e paredes com poucas janelas; o uso de muxarabis, etc…

Desde as muralhas romanas, até as construções medievais, a pedra foi sempre escolhida como material. Isso por que simplesmente era o único material possível em termos de oferta e força. Através dos tempos as paredes e construções de pedra se imprimiram por todo o mediterrâneo, em diversas época e tipos de construção. Hoje em dia há muitas outras opções viáveis para a construção, como a madeira e o cimento, mas a construção em pedra ainda tem charme e nos remete imediatamente às cidades do mediterrâneo. 

Se você não tem as condições materiais para criar uma parede de pedra, você pode fazer um caminho de pedra. Se bem feito pode ser tão charmoso quanto a primeira opção!
Em cada zona climática há plantas que se desenvolvem de maneira natural, adaptadas a cada tipo de clima e solo.


Jardim estilo mediterrâneo
No entanto, as diversas espécimes botânicas típicas de cada nicho podem ser cultivadas em outros climas, desde que se tenha a devida atenção e cuidado com informações como necessidade de rega, sol, substratos, etc. Algumas espécimes mediterrâneas que podem ser cultivadas em um nicho atlântico, tropical ou temperado são: figueiras, girassóis, caqui, limoeiro, laranjeira, alguns tipos de palmeira, o hibisco, a jasmim, o Aloé vera, as margaridas, entre muitos outros.

A palavra azulejo vem do árabe e quer dizer pequena pedra polida. Há indícios da utilização de azulejos desde a longínqua antiguidade egípcia, mas esse elemento construtivo se popularizou no ocidente apenas na idade média, com a invasão moura na península ibérica. 

Uma vez que a iconografia era proibida no mundo árabe o azulejo era, e continua sendo, um elemento estético importante, construindo lindos desenhos com sua geometria colorida. Desse modo, o azulejo tornou-se um elemento base da cultura portuguesa, e portanto, do mediterrâneo. Há muitas maneiras de usar o azulejo, os que utilizam principalmente as cores branco e azul nos remetem a tradução portuguesa, enquanto o uso de cores e geometrias ao mundo árabe. 

Jardim estilo mediterrâneoO estonteante litoral grego tem algo de charmoso para além do mar e de uma das culturas mais antigas do mundo, as famosas casas brancas. Essas construções estão na base do imaginário sobre o universo grego, e quase todos quando vêem essa imagem pensam imediatamente no mediterrâneo. Devido às elevadas temperaturas que podem ser alcançadas no verão, essas casas são pintadas de branco com cal, e algumas tem detalhes em azul, remetendo à bandeira grega. Uma maneira interessante de trazer essa atmosfera grega para seu jardim é o uso de cal nas paredes, janelas pequenas e detalhes azuis. 

3 de mai de 2018

O outono chegou  hora da manutenção do jardim

O outono chegou hora da manutenção do jardim

O inverno está vindo hora da manutenção do jardimO outono está aí, e a palavra de ordem no jardim é uma só: manutenção. Depois de sofrer com os dias quentes de verão, as plantas precisam receber cuidados especiais para se renovar, enfrentar os dias mais frios que o inverno reserva e poder, novamente, florescer na primavera. 

É tempo de plantar novas mudas, fazer limpeza, podas de formação, controlar as ervas-daninhas, retirar as folhas velhas e corrigir o pH do solo. 



Sálvia



Muitas espécies não florescem nesta época, porém, suas folhagens se mantêm verdes e bonitas se forem bem cuidadas. 



Mas engana-se quem acha que flores não suportam as temperaturas mais baixas. Há espécies resistentes, que florescem justamente nesta época e garantem um jardim colorido no outono e no inverno, como a boca-de-leão, o amor-perfeito, o beijo rajado e as azaléias. 



Um dos principais cuidados que se deve ter é com a rega, já que o frio reduz a necessidade de água. As plantas devem ser hidratadas sempre pela manhã, isso em qualquer estação, mas, principalmente, nos meses mais frios. 



Beijo Americano



O inverno está vindo hora da manutenção do jardim

A planta não vai absorver a água durante a noite e qualquer umidade em excesso que fique nas raízes pode causar pragas e doenças. 


Outra dica importante é não podar plantas que vão florir no inverno ou início da primavera, pois sua floração pode ser prejudicada. 



Quem quer ter um jardim bonito o ano inteiro deve mesclar flores. 



Lavandas



O inverno está vindo hora da manutenção do jardimO ideal é misturar plantas perenes que podem viver mais de dois ciclos sazonais sem que as suas folhas caiam e plantas da estação. Assim, o jardim fica sempre verde e com flores. 



O que plantar: 



- Boca-de-leão 

- Cravina 
- Sálvia 
- Amor-perfeito 
- Begônia 
- Beijo-rajado 
- Beijo-americano 
- Beijo-americano-dobrado 
- Lavandas 
- Azaléia 
- Ipomeia 
- Aleluia 
- Pata-de-vaca 
- Frutíferas em geral 
- Roseiras 




Gilberto Matter, Engenheiro Florestal, Pós-graduação, com Especialização em Paisagismo, pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná Fonte:www.paisagismobrasil.com.br 

24 de jan de 2018

Jardim colorido e decorado valoriza qualquer espaço

Jardim colorido e decorado valoriza qualquer espaço

Use flores, plantas e elementos diversificados para dar vida ao ambiente

Um jardim bem cuidado encanta qualquer pessoa. Muitos acham que essa é uma tarefa difícil e não concretizam a vontade de ter um jardim, pois dizem “não saber nem por onde começar”. Com calma e uma boa orientação dos floricultores, é possível construir um lindo, especialmente quando se tem grandes espaços disponíveis. É importante escolher plantas, flores e elementos decorativos corretos para criar um jardim dos sonhos.

Em primeiro lugar, é preciso determinar o tipo de jardim que se deseja construir e visualizar o espaço disponível. Essa decisão depende do objetivo: ter um jardim com flores coloridas? Plantas ornamentais? Horta de ervas aromáticas ou de legumes? Tais definições auxiliam a projetar um lugar jardinado que combine com o estilo de vida das pessoas que frequentam o local.

flor-de-lis
Para dar início ao jardim, é preciso avaliar, por exemplo, os limites do espaço e, se possível, deixá-lo resguardado das crianças e animais domésticos. Definido o local, deve-se estudar sua posição solar. Conhecer bem esse aspecto é fundamental para a escolha adequada de plantas e flores, pois grande parte delas exige seis horas de luz solar todos os dias e em casos de haver mais sombra do que sol, sementes alternativas devem ser usadas.

Flores para locais com muito sol: adelfas, azáleas, cactos, gazânias, gerânios, lavandas, melissas, rosas, salvas, tomates e vegetais folhosos.
Flores para locais com muita sombra: acanthus, algumas espécies de hortênsias, amarílis, anêmonas, aquilégias, bergenias, euforbiáceas, hostas, lobélias, samambaias, tulipas e violetas.

DICAS PARA UM  JARDIM FLORIDO

Caso a opção seja por um jardim florido, é importante aprender a diferenciar entre as flores perenes (cujo período de floração é bem pequeno, no entanto, ocorre todos os anos sem a necessidade de uma nova plantação), e as flores anuais (cuja plantação precisa ser feita a cada ano, mas a floração ocorre praticamente durante todo o verão).

Exemplos de flores perenes: flor-de-lis, azaleias, margaridas amarelas, cravina e narciso.
Exemplos de flores anuais: tagetes e margaridas.

CONHEÇA AS PLANTAS QUE NÃO FLORESCEM

As plantas que não florescem também podem dar um toque especial para o jardim. Um exemplo clássico é a planta do gênero Polyscias. Conhecida por não dar flores em ambientes longe do seu habitat natural, ela tem origem na Malásia, Índia e Polinésia e é chamada pelos decoradores de interiores de árvore-da-felicidade.

As coníferas perenes também entram nessa categoria e incluem os pinhos, pinheiros, cedros, presentes em ambientes mais frios e secos, além daquelas plantas popularmente chamadas de palmeiras pelos jardineiros, as Cicadáceas, que desenvolvem troncos de madeira com longas folhas. Elas são encontradas em lugares com clima quente e ficam lindas quando colocadas em vasos grandes.
Bergenias

Ter trepadeiras próximas aos muros também transforma o ambiente. Agora, se você é um pouco mais ousado, existem algumas árvores com raízes pequenas que podem ser plantadas em jardins pequenos. Pesquise a que mais se adequa ao modelo de jardim e ainda combine com um conjunto de arbustos.

COMO COMPOR O JARDIM COM ELEMENTOS DECORATIVOS

Um jardim não precisa ser construído apenas com flores, plantas, árvores e arbustos. Existem algumas formas diferentes de compor o espaço e torná-lo ainda mais convidativo e amigável. As fontes feitas de pedra são perfeitas para dar aquele ar de natureza ao jardim. Elas são bonitas e compõem muito bem com qualquer modelo de jardim. Também existem fontes artesanais, mais fáceis de manusear, normalmente feitas de madeira, usadas diretamente na grama ou sobre pedras.

Outro resultado interessante acontece ao usar itens decorativos como aves artificiais para prender nos galhos das árvores, colocar alguns bancos de madeira ou ferro e até mesmo algumas pedras, pequenas, médias e grandes, com diferentes cores, em tons escuros e claros.

Há alguns truques utilizados para aumentar a luz de um jardim ou tirar proveito das zonas de sombra. Colocar espelhos ou elementos que refletem a vegetação podem dar profundidade e luminosidade ao espaço. Utilizar mobiliário de cores claras, mesas, cadeiras, tecidos, vasos e floreiras de cores alegres e claras pode dar um “up” naquele cantinho que não recebe a luz solar. Instalar na sombra os móveis de refeição pode ser a melhor escolha para driblar os dias de mais calor.
Agora não tem mais desculpa, você já sabe como fazer. Não tenha medo e não perca mais tempo: dê vida à sua casa criando um lindo jardim.  E tenha a Husqvarna como aliada na manutenção e no trato da sua área verde, com nossas motosserras, roçadeiras e cortadores de grama, além da expertise de nossos vendedores, sempre dispostos a ajudar.

30 de set de 2017

Jardins verticais sugestões e cuidados

Jardins verticais sugestões e cuidados

Jardins verticais sugestões e cuidados
Cultivar um jardim vertical exige alguns cuidados específicos, principalmente quando se trata da irrigação e da adubação. 

Os jardins verticais estão em moda! Seja em uma elegante fachada de edifício parisiense, seja em um estreito corredor de uma casa, eles transformam a aridez da alvenaria em um oásis verde. Ficam perfeitos em ambientes com pouco espaço e naqueles onde os altos muros predominam.

Um jardim vertical pode ser definido como uma estrutura disposta verticalmente ao longo da parede, composta de nichos para colocação de terra e plantas. Essa estrutura pode ser de aço corten, aço inox, ferro, concreto, cerâmica, plástico, fibra de vidro, fibra de coco, madeira, entre outros. Alguns exemplos de jardim vertical:

– Prateleiras com vasos;

– Treliças para as plantas se fixarem ou para acoplamento de vasos;

Jardins verticais sugestões e cuidados– Quadros com plantas;

– Sistemas compostos de uma armação parafusada na alvenaria (parede ou muro) com contêineres de floreiras e sistema de irrigação com controlador automático.

No último exemplo, devido à alta densidade das plantas, estes jardins verticais são denominados paredes verdes. Já em treliças e muros, usam-se trepadeiras. Algumas possuem seus próprios artifícios para se fixarem, outras precisam ser conduzidas para cima por meio de cordoalha ou arame.

Jardins verticais sugestões e cuidadosAtente para essas 10 dicas:

1. Valor que pretende investir: esta etapa inicial definirá qual dos tipos de jardim vertical está dentro do seu orçamento. Os de custo mais elevado são aqueles com estruturas para fixar na parede e sistema de irrigação. Neste caso, o material cerâmico costuma ser o mais caro. Treliças de parede com vasos de fibra de coco ficam bem mais em conta.

2. Local onde será instalado: observar se a parede que irá receber a estrutura suporta o peso; se há risco de infiltração; e qual material é mais adequado, considerando a umidade e a insolação.

3. Espécies vegetais: as plantas escolhidas para o jardim vertical devem ser, antes de tudo, adequadas ao ambiente onde serão colocadas. Aquelas com raízes densas e agressivas devem ser descartadas. Em paredes verticais, plantas pendentes proporcionam um efeito final mais bonito. Deve-se também atentar para o contrates de cores. Usar plantas com tons de verde, cinza e vermelho proporcionam um efeito visual deslumbrante.

4. Irrigação: a demanda hídrica das plantas que estão em recipientes pequenos, com pouca quantidade de terra, é alta. Se o jardim vertical estiver no Sol, esta necessidade aumenta ainda mais. Se for possível, ter um sistema de irrigação, pois ele facilitará muito os cuidados com o jardim.
Jardins verticais sugestões e cuidados 
5. Drenagem: o solo deverá ser leve e permeável. Argila expandida é excelente opção para ser usada como material drenante.

6. Adubação: como a terra não é farta nos vasos, a adubação deverá ser mais frequente. Além disso, a irrigação ajuda na lixiviação (perda) dos nutrientes. Portanto, ficar atento aos sintomas de deficiência nutricional ajuda a não deixar o jardim definhar. A adubação foliar é interessante para plantas de jardins verticais. Neste tipo de adubação, o adubo é dissolvido na água e pulverizado nas folhas. Quando existem sistemas de irrigação, e esses são resistentes aos elementos químicos, pode ser usada, também, a fertirrigação, com a qual, por meio da água, os nutrientes são levados ao solo. É rápido e eficiente.

7. Manutenção: a exigência de cuidados depende do tipo da planta, tamanho do vaso, local escolhido e tipo de jardim vertical. Se a ideia é ter baixa manutenção, suculentas podem ser uma boa opção.

8. Plantas para jardins verticais ao Sol: temperos como alecrim (Rosmarinus officinalis), manjericão (Ocimum pisolum), pimenta (Capsicum) e sálvia (Salvia officinalis). Suculentas de um modo geral.

9. Plantas pendentes para locais ao Sol: aspargo-pendente (Asparagus densiflorus var. sprengeri), gota-de-orvalho (Evolvulu pusilus), trapoeraba-roxa (Tradescantia zebrina var. purpusii), rosário (Senecio rowleyanus), barléria (Barleria repens) e barba-de-serpente (Liriopes muscari ‘variegata’).

10. Plantas pendentes para locais a meia sombra: dinheiro-em-penca (Callisia repens), peperômia (Peperomia sandens), dicondra (Dichondra microcalyx), samambaia-americana (Nephrolepis exaltatum), hera-inglesa (Hedera helix), peixinho (Nematanthus radicans) e flor-batom (Aeschynanthus lobianus).

Jardins verticais sugestões e cuidadosIndependentemente do tipo escolhido, é importante observar os pontos acima listados na hora de fazer e de manter o jardim vertical. Será gratificante o resultado!

*Rosalba da Matta Machado é formada em Engenharia Agronômica pela Universidade de Brasília e possui especialização na área de paisagismo. Com expertise de mais de 15 anos no mercado, já atuou em vários estados brasileiros em projetos de jardins para áreas residenciais, rurais comerciais e governamentais.

22 de ago de 2017

Ideias para jardins

Ideias para jardins

Ideias para jardins
Muito verde, relax e funcionalidade nas idéias para jardins, tanto no quintal (para quem tem a sorte de ter um) varandas e coberturas. Faça sua escolha
Ideias para jardins
Um quintal em desníveis, que podia ser um problema, virou uma solução charmosa. Atente para a mesa lá no fundo, que linda!
Ideias para jardins
Um cantinho no jardim para bater um papo com amigos e cuidar das plantas.
Ideias para jardins
A parede vermelha faz um lindo contraste com as plantas verdes e o chão de pedregulhos e pedras (que parecem São Tomé) clareia o ambiente.
Ideias para jardins
Um jardim clean, mas nem por isso deixa de ser acolhedor com os banquinhos de madeira e a iluminação simples
Ideias para jardins
Imagina um café da manhã neste jardim!
Ideias para jardins
O cantinho para descansar, ler um livro e se protegendo do sol, o que é melhor ainda!
Ideias para jardins
Repare como o amarelo combina com as flores lilás e o verde da vegetação! A mesa tem almofadas para maior conforto dos convidados.
Ideias para jardins
O Banco balanço é romântico e charmoso.
Ideias para jardins
Outra mesa gostosa para um almoço ao ar livre (ai se eu pudesse e meu dinheiro…)
Ideias para jardins
Esta varanda é maior, mas a ideia do painel ripado para colocação das plantas funciona em ambientes bem menores, com certeza !
Ideias para jardins
Uma cobertura super bem decorada, com pergula de alumínio coberta com vidro laminada e forro de bambu que dá um charme e aquece o ambiente. O banco que acompanha a parede e a mesa aliam simplicidade ao bom gosto.

17 de ago de 2017

Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar

Com o ritmo de crescimento imobiliário, as casas e apartamentos estão ficando cada vez menores. Ter um jardim em casa é o sonho de muitas pessoas, mas num ambiente pequeno pode parecer difícil. 
Para te ajudar a construir um jardim pequeno na sua casa, preparamos algumas dicas super fáceis para você aplicar na sua casa.Se não couber uma planta maior no seu jardim, não insista, invista em plantas menores que são igualmente graciosas. Para que dessa forma seu jardim fique sempre saudável e bem cuidado. Apostar em treliças pode ser a saída para ganhar alguns centímetros de espaço e ter ainda mais vasos e espécies de plantas no seu jardim.
Usar espécies trepadeiras e pequenos vasinhos vão deixar qualquer parede mais bonita além de aumentar as possibilidades de ter mais plantas no seu jardim. Abuse das paredes para construir um jardim vertical ou para instalar uma jardineira com pequenas espécies.
Uma iluminação bacana, pode fazer toda diferença num jardim pequeno. A iluminação pode preencher o ambiente e deixá-lo mais aconchegante. Alguns focos de luz, uma luz amarela e alguns efeitos podem deixar o ambiente mais agradável e valorizado. Você pode reutilizar materiais naturais como madeira e vasos de barro, você pode criar um mundo em miniatura em casa vaso.
Você pode decorar o seu jardim com alguns móveis, para deixar o ambiente mais aconchegante. Móveis confortáveis são ideais, se o jardim ficar com uma parte sem cobertura, é ideal que os móveis sejam resistentes à água. Você pode optar por uma poltrona confortável, futtons e almofadas, mas antes de tudo escolha o estilo que deseja decorar o jardim.


Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar


Pequenos jardins para você criar





Pequenos jardins para você criar

Pequenos jardins para você criar


Pequenos jardins para você criar